La musique fait partie intégrante de la capoeira. Elle est jouée et chantée lors de la roda.

Les instruments de musique

Voici une description des principaux instruments utilisés pour la capoeira.

Le berimbau

Le berimbau, gunga ou viola est un instrument de musique à corde brésilien. C'est un arc musical d'origine africaine dont des variétés similaires sont aussi utilisées dans l'Océan Indien. Aujourd'hui, c'est surtout l'instrument principal de la capoeira, mais il est aussi utilisé dans d'autres formes de la musique brésilienne. Son nom dérive de celui de la guimbarde en espagnol et portugais. Il fut amené au Brésil très tôt, en même temps que les esclaves, par les Portugais, étant donné qu'il n'existe pas de trace d'arc musical dans les tribus indiennes autochtones. Les berimbaus sont classés en trois catégories, selon leur son:
- le berra-boi ou gunga a un son grave
- le medio ou gunga a un son médium
- le violinha ou viola est le plus aigu des trois.


L'atabaque

Un atabaque ou ilu est un instrument de percussion utilisé dans diverses formes musicales du Nord-est du Brésil, notamment le candomblé et la capoeira. Cet instrument d'origine africaine ou arabe, est un des premiers instruments qui furent introduits dans le jeu de la capoeira. L'instrument se présente comme un long tambour de forme conique, composé de larges bandes de bois exotiques tels le jacaranda, le cèdre ou l'acajou, serrées les unes contre les autres grâce à des cerclages de fer de différents diamètres. Sa fabrication est similaire aux tonneaux. Une peau de bœuf est tendue au sommet, fixée par des cordelettes.


Le pandeiro

Le pandeiro est un tambourin recouvert d'une peau fine. De petites cymbalettes sont disposées sur le bord de l'instrument. La sonorité idéale se traduit par un ton chaud ainsi que par un son sec et cristallin pour les cymbales. Un bon pandeiro reproduit tous les sons de la section instrumentale.


L'agogô

L'agogô ou gongué est un instrument de musique d'origine africaine. C'est un instrument de percussion idiophone constitué d'une ou plusieurs cloches en bois ou en métal (sans battant), reliées entre elles, et frappées au moyen d'une baguette.
Son nom vient de akokô en langue nagô, qui désigne l'horloge ou le temps : un instrument qui sert initialement à marquer le tempo. On le retrouve au Brésil et partout où les esclaves africains ont été amenés.

Les chants

Voici quelques chants ("corridos") que nous pratiquons dans notre groupe lors des rodas.
Vous pourrez en trouver d'autres sur le net. Vous trouverez notamment des corridos sur ce site et celui-ci
00:00 A maré 'tá cheia, ioió
01:48 Beira mar
03:26 Dona Maria como vai você
04:43 A palma de Bimba
05:37 Zum zum zum
06:37 Quem vem lá? Sou eu
07:14 O sim sim sim, o não não não
08:02 Lalaê lalaê lalaê lalalaêla
10:19 Jogo Vivo e, Jogo Vivo a (hymne de notre groupe!)
 
00:00 Zum zum zum Cordão de ouro
01:33 Ai ai ai ai São Bento me chama
01:56 Ai ai ai ai doutor
02:30 Ai ai aidê
03:41 Que a manteiga derramou
05:09 Amanhã é dia santo
07:12 A maré 'tá cheia, ioió
08:22 Beira mar
10:24 Cajuê
11:04 Canarinho de Alemanha
12:16 Chora viola
12:50 Cobra verde é um bom sinal
13:21 Eu não vou remar contra a maré
 
00:00 Ó Mãe amanhã eu vou
01:17 Dona Maria comò vai você?
02:23 Na minha boiada me falta um boi
 
00:00 Tim, Tim, Tim, la vai viola
00:24 Oi sim sim sim, Oi não não não
00:51 Quem vem la? Sou eu
02:04 Oi sim sim sim, Oi não não não
02:31 Vou levando a vida de qualquer maneira
03:50 E Olinda e
05:27 Eu já vou beleza, Eu já vou me embora
05:50 Adeus, adeus, boa viagem
06:10 Jogo Vivo e, Jogo Vivo a (hymne de notre groupe!)
 
A E I O U

A E I O U

U O I E A

A E I O U

Vem criança vem jogar


Eu aprendi a ler

Aprendi a cantar
E foi na capoeira

Que eu aprendi a jogar


A E I O U

U O I E A

A E I O U

Vem criança vem jogar


Eu estudo na escola
E treino na academia
Eu respeito a minha mãe

O meu pai e minha tia


A E I O U

U O I E A

A E I O U

Vem criança vem jogar


Sou criança sou pequeno
Mas um dia eu vou crescer

Vou treinando capoeira

Pra poder me defender


A E I O U

U O I E A

A E I O U

Vem criança vem jogar


Capoeira é harmonia
E amor no coração
Capoeira tem criança

O futuro da nação
 

A maré, a maré

A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu


A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu



A jángada me leva

Pra outro lugar
Eu não sei onde eu vou

Nas ondas do mar

A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu



O chicote me corta
Me faz chorar

Eu não quero mais issó

E vou-la pro mar


A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu

Eu vou me embora da terra

Eu vou pro mar

No navio negreiro 

Rezo a ienamjáh 


A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu

Eu pérdi a raçao
Meu sófrimento

Por que a escravidão

No tem fundamento


A maré, a maré, me leva ao céu

A maré, a maré, me leva ao céu

 
A mare ta cheia ioio

A maré 'tá cheia, ioió,
A maré 'tá cheia, iaiá!
A maré 'tá cheia, ioió,
A maré 'tá cheia, iaiá!

A maré subiu
Sobe maré,
A maré desceu
Desce maré,
Ô maré é de maré
Vou pra Ilha de Maré!
Ô maré é de maré
Vou pra Ilha de Maré!
Olhou o peixe pulou na maré!
Olhou o peixe pulou na maré!
Olhou o peixe pulou na maré!
Olhou o peixe pulou na maré!


Lá lauêlauêlauêlauê

Bem-te-vi vôou, vôou
Bem-te-vi vôou, vôou
Deixa voar
Lá lauê lauê lauê lauê
Lá lauê lauê lauê lauê

Que som o que arte é essa
de luta e brincadeira
Que roda maravilhosa é essa
é o (Jogo Vivo Capoeira)
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo

Lauê lauê lá...
Lá lauê lauê lauê lauê
 
Marinheiro số

Eu não sou daqui
Marinheiro sô
Eu não tenho amor
Marinheiro sô
Eu sou da Bahia
Marinheiro sô
De São Salvador
Marinheiro sô
O marinheiro, marinheiro
Marinheiro sô
Quem te ensinou a nadà
Marinheiro sô
O foi o tombo do navio
Marinheiro sô
O foi o balanço do mar
Marinheiro sô
La vem, la vem
Marinheiro sô
Ele vem faceiro
Marinheiro sô
Todo de branco
Marinheiro sô
Com seu bonezinho
Marinheiro sô
Meu Orgulho

O meu orgulho é ver meu mestre jogar
Quando ele joga é aquela euforia
Ver tanta gente querendo chegar
Oh essa é a minha alegria
O meu orgulho é ver meu mestre jogar
Quando ele joga é aquela euforia
Ver tanta gente querendo chegar
Oh essa é a minha alegria
Não mexa com velho
Que ele é mandingueiro
Não desafia seu mestre
É falta de respeito
Quem não tem um segredo
Não pode ensinar
Tem que ser discípulo
Quem queira a mestre chegar
O meu orgulho é ver meu mestre jogar
Quando ele joga é aquela euforia
Ver tanta gente querendo chegar
Oh essa é a minha alegria
Irmão ou amigo
Um bom companheiro
Um pai sempre forte
Em todos os conceitos
Com nosso Pastinha
e mestre Bimba
fará sacrifícios
mãe viva capoeira
O meu orgulho é ver meu mestre jogar
Quando ele joga é aquela euforia
Ver tanta gente querendo chegar
Oh essa é a minha alegria
 

Pai e Mãe

Pai e pai, mãe e mãe
Eu sou xodo de papai, eu sou xodo de mamãe
Pai e pai, mãe e mãe
Eu sou xodo de papai, eu sou xodo de mamãe

 

Parabens pra você

Parabens pra você

Nessa data querida

Muitas félicidades

Muitos anos da vida

 
Paraná é

Vou dizer minha mulher, Paranà Capoeira me venceu, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Ela quis bater pé firme, Paranà Isso não aconteceu, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Oh Paranàuê, Paranà Paranàuê, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Assim dera que o morro, Paranà Se mudou para a cidade, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
E'batuque todo dia, Paranà Mulata de qualidade, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Vou mimbora pra Bahia, Paranà eu aqui não fico não, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Se não for essa semana, Paranà E' a semana que vem, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Dou no escondo a ponta, Paranà Ninguem sabe desatar, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà
Eu sou braço de maré, Paranà Mas eu sou maré sem fim, Paranà
Paranà ê, Paranà ê, Paranà

Quando eu entrar, você entra

Quando eu entrar, você entra
era meu mano, era eu
Quando eu sair, você sai

era meu mano, era eu
Quando eu entrar, você entra

era meu mano, era eu
Quando eu sair, você sai

era meu mano, era eu

 

Sai Sai Catarina

Sai sai Catarina
Saia do mar venha ver Idalina
Sai sai Catarina
Saia do mar venha ver venha ver
Sai sai Catarina
Oh Catarina, meu amor
Sai sai Catarina
Saia do mar, saia do mar
Sai sai Catarina

 

Salome, Salomê

Capoeira é pra homen tambem pra mulher
Salomê, Salomê
Capoeira é do povo não é de ninguem

 

Sua coroa de ouro é o mariô

Sua coroa de ouro é o mariô

Sua coroa de ouro é o mariô

Mariô mariô
Sua coroa de ouro é o mariô

Sua coroa de ouro é o mariô

Em toda vez que me louvado
Eu nao deixo de louvar

Eu vou louvando pai ogum

Pra puder me ajuda

Mariô mariô
Sua coroa de ouro é o mariô

Sua coroa de ouro é o mariô


 
Vivo no ninho de cobra

Vivo no ninho de cobra,
sou cobra que cobra não morde
uma cobra conhece outra cobra,
não precisa dizer quem é cobra
Coro: Vivo no ninho de cobra,
sou cobra que cobra não morde
uma cobra conhece outra cobra,
não precisa dizer quem é cobra
 

Zum zum zum

Zum zum zum
Capoeira mata um
Coro: Zum zum zum
Capoeira mata um

Zum zum zum
Capoeira mata um
Coro: Zum zum zum
Capoeira mata um

Onde tem marimbondo?
Coro: É zum zum zum!
Onde tem marimbondo?
Coro: É zum zum zum!
O A O A E
Coro: Quero ver bater
Quero ver cair

O A O A E
Coro: Quero ver bater
Quero ver cair

O A O A E
Coro: Quero ver bater
Quero ver cair

O A O A E
Coro: Quero ver bater
Quero ver cair

Maculele Songs:
Boa Noite


O boa noite pra quem é de boa noite
O bom dia pra quem é de bom dia
A benção meu papai a benção
Maculêlê é o rei da valentia

Tindolelê auê Cauiza

Tindolelê auê Cauiza
Tindolelê é sangue real
Eu sou filho eu sou nego de Aruanda
Tindolelê auê Cauiza
E Cauiza, de onde e que veio
Eu vim de Angola ê
Maculelê, de onde e que veio
Eu vim de Angola ê
E o atabaque, de onde e que veio
Eu vim de Angola ê
Sarará, de onde e que veio
Eu vim de Angola ê
E o agogô, de onde e que veio

 

 

w